DIY é mais do que estimular o cérebro, é também uma forma de ser contra o sistema corporativo/industrial e também monetarista.
Podemos trocar experiências, conhecimentos e até mesmo o produto final.

Na construção a coisa é sem mimimi e momomo, o papo é rústico e reto! :oD

Sai da cidade grande em nome de um dia a dia mais salubre e para construir minha casa com uma boa oficina, e nela poder fazer minhas estrapizongas mais livremente, o resto é história...

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Construindo minha casa - Fundação / Parte 1 de 2

No último post dei 'um tapa' em relação à mão-de-obra e a demarcação do terreno.
Se o terreno for isolado de outras construções é provável que se precise requisitar um técnico da prefeitura ou mais provavelmente de um topógrafo.

Com o tradicional barracão feito para guardar os materiais secos (cuidado com o cimento!), ter espaço para o pessoal trocar de roupa e uma área separada para suas "necessidades", é mãos à obra.
Lembre-se que vc pode prever aproveitar as telhas, madeiramento e até mesmo o vaso sanitário do barracão. Planejamento é tudo.

No post anterior você viu as tabeiras e marcações, após elas estarem conferidas iniciasse as escavações para a concretagem das sapatas.
Tanto para a alvenaria tradicional quanto para a estrutural a fundação com baldrame ou sapata/baldrame costuma ser a mesma e os tipos de fundações mais comuns. Apenas para o steel framing ou wood framing que se costuma adotar por padrão o radier.

A coisa mais importante nessa fase além da certeza do tipo de fundação necessária (baldrame, sapata/baldrame, estaca ou radier) é a garantia da impermeabilidade da construção.
Independente do uso de concreto usinado ou virado na obra, use um aditivo do tipo Vedacit conforme as especificações do fabricante.

Sapata simples (não é a tipo gaiola).

A quantidade de sapatas para uma obra 'comum' de no máximo dois pavimentos, em geral, é feita pela prática. O próprio arquiteto costuma fazer isso. Nos cantos e a cada 3 metros mais ou menos ou abaixo das colunas.
Com a quantidade de sapatas, dimensões de pescoço e baldrame, pode-se prever com boa exatidão a quantidade de ferros e concreto utilizado (aritimética básica) e com isso todo o material dessa fase.

Sapata concretada no buraco e pescoço sendo preparado para concretagem.

 A medida que o pescoço é preenchido de concreto, aterra-se a sua volta e puxa-se a lata sem fundo para cima.
Essa técnica é bastante prática e funciona bem.

Não se assuste com a água que eventualmente possa aparecer no buraco. O excesso é retirado na mão ou com bomba, além do mais, o concreto (a mistura de cimento, areia, brita e água) é um fluido pesado que ao ser depositado na vala naturalmente retira a água do local (ele desce e a água sobe).

A ferragem deve ficar sempre totalmente embutida no concreto para não oxidar, e costuma-se usar espaçadores plásticos para isso ou simplesmente puxa-se um pouco a malha metálica quando uma parte do concreto for depositada.

Esta é minha obra! Não é um campo após um bombardeio aéreo.
 
Depois de todas as sapatas e seus respectivos pescoços estarem concretados, aterra-se até o nível do baldrame (dependendo da cidade, exige-se uma altura mínima em relação a rua).

Aterro até a altura do baldrame.

NUNCA USE RESTOS DE CONSTRUÇÃO COMO ATERRO!!!

Um caminhão truck (14m³) deve custar em torno de R$ 350,00 e é um gasto essencial para que sua casa não apresente rachaduras ou até mesmo afundamentos.

O concreto virado na obra tem um custo praticamente igual ao usinado (em torno de R$ 250,00/m³), mas o desperdício é maior e a qualidade pode ser inferior.
Se for virar na obra fique de olho nas misturas principalmente quanto ao uso de aditivos. Nada de quantidades "de olho" ou adicionar de qualquer maneira.
Se não conhecer estude e não fique constrangido com os discursos de "eu tenho trocentos anos de experiência", tem gente que faz 20 anos a mesma merda (ops!).

Se pretender ter um jardim ou coisa parecida exija o uso de uma masseira (um local montado com madeirites e tábuas) para virar o concreto e reduzir o desperdício e no futuro não ter um trabalho desgraçado para limpar o terreno na hora de plantar algo.

Uma betoneira grande (400 litros ou mais) pode ser uma boa.


No próximo post o baldrame e o re-aterro.

22 comentários:

  1. muito boa explicação...uma pena ja passei dessa fase...
    mais adoreiiiiiiiiiii..
    se possivel me tira uma duvida, seria uma boa aplicar impermeabilizantes no muro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No muro acho imprescindível também, pois se não vai ser uma maldição ter um muro eternamente úmido e descascando. Algo como Neutro no baldrame do muro e ao menos 0,5m (até esta altura) de massa de assentamento e revestimento (reboque) com Vedacit ou semelhante. Em alguns casos (locais muito úmidos) até mesmo uma pré-pintura com algo como Vedajá é aconselhável.

      Excluir
  2. Oii!
    Ótimo post!!!
    Essa parte é bem chatinha, mas a principal para o restante da obra sair perfeita...
    Abraços!

    "Construindo Minha Casa Clean"

    ResponderExcluir
  3. O coisa....

    já estou te seguindo, rsrsrs

    muito boas as suas explicações

    Cisely

    ResponderExcluir
  4. Super empolgante,suas esplicações to adorando
    ótimas dicas,parabéns

    ResponderExcluir
  5. Amigo, irei construir casa com dois pavimentos em terreno firme, irei colocar para segurar a laje, é obrigatório pecintar em baixo próximo ao chão?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe mas não entendi a pergunta Luis.

      Excluir
  6. Boa tarde, estou construindo uma casa de dois pavimentos, a area total é 220m. Ontem descobri que o pedreiro não fez gaiolas na fundação. A casa tem 21 colunas, e ele colocou a ferragem 5/16. O rapaz da laje disse que a casa não suporta tanto peso e vai rachar. O que posso fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou arquiteto nem engenheiro civil, mas pelo que sei (se as gaiolas que vc se refere são as sapatas) isso depende do terreno. Terrenos firmes dispensam sapatas e usam apenas o baldrame, mas o que é "firme" é determinado por exame do terreno ou um construtor muito experiente da região. Quanto a bitola, 5/16" tem quase 20% menos diâmetro que o 3/8" o que é bastante coisa. Somente um cálculo estrutural pode determinar se uma coluna dessas resiste, mas a prática não recomenda o uso dessa medida principalmente em sobrados.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Olá também construí minha casa com 5/16 uma casa terreá de 110m² com 31 colunas na época não entendia de bitola de ferro.uma pessoa me disse que estava errado e fiquei apavorado então fui perguntar as pessoas da área algumas disseram que só fazendo o calculo estrutural outras disseram que aguenta tranquilo, ja´se faz 7 meses que estou morando na casa e 2 anos de construção ate agora nada aconteceu mais fico com medo ate hoje..vc foi atrás de alguém para ver se aguenta sua casa..Gostaria de saber para tirar essa minhoca da cabeça..

      Excluir
    5. Olá Edsom. Realmente se fossemos ser precisos só um engenheiro poderia lhe dar esse laudo de acordo com cálculos estruturais. Na prática, para construções pequenas, um profissional experiente acaba acertando. O outro comentário foi para um SOBRADO, cuja carga por m2 é bem maior. Também depende se vc tem ou não laje e de que tipo é. A coluna suporta uma carga x. Se ela é feita com ferro de bitola um pouco menor e colocadas mais colunas, ou seja, a carga por coluna estiver dentro do especificado não há problema. Imagine que vc não consiga segurar acima da sua cabeça um elefante, mas 6 de vc conseguiriam. A dimensão absoluta não é resposta.

      Excluir
    6. Entendi sua resposta. A casa tem sim laje forro diz o pedreiro com 5 a 7 centímetro, não pretendo construir mais nada em cima ate porque depois que fiquei sabendo que abitola era inferior fiquei com medo muito medo..è um sonho que toda pessoa quer imagina perder,do nada é muito triste...Mais muitas pessoas disseram que o numero de colunas foi muita em minha casa que isso é a parte boa... Você sabe mais ou menos quanto custa para fazer calculo estrutural..E muito obrigado pela atenção que dispõe as pessoas ótimo trabalho..UM bom dia..

      Excluir
    7. Edsom, não sei o preço, mas pelo que vc diz creio que não deve haver problemas. Sendo térrea sem laje-piso é de praxe os pedreiros também usarem 5/16 porém com uma distância menor entre as colunas. Eu diria (sem responsabilidade técnica pois seria até mesmo um crime se eu afirmasse categoricamente) que vc não terá problemas desde que não haja mais cargas na parte superior.

      Excluir
  7. Ola tudo bem?!Eu queria saber se eu posso fazer novas colunas em minha casa,pois quero construir mais duas sobre ela.Pretendo fazer novas fundaçoes junto do baldrame dela,mais pra isso eu posso quebrar o concreto na largura da coluna sem cortar a ferragem do baldrame e da viga para anexar a nova coluna ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outros pavimentos aumentam consideravelmente a carga e portanto a necessidade reforço estrutural. Colunas e vigas NÃO podem ser cortadas sem reforços anteriores. Consulte um arquiteto ou engenheiro!

      Excluir